Nosso Anjo enviado por Deus

Obs:  Esta historia vai ser longa, sei que pouca gente vai ler tudo, mas vou escrever porque tem muita gente que passa por uma situação similar e com isso esperamos que o nosso relato ajude algum casal um dia.

A nossa trajetória em querer ter um filho começou em 2014. Decidimos tentar engravidar em Maio, fomos a um ginecologista, me preparei, fiz exames e para nossa alegria em Agosto eu estava com o teste positivo em mãos. Ficamos felicíssimos, contamos para a família toda. Duas semanas depois, antes mesmo da minha primeira consulta, eu acordei por volta das 5:00 horas da manhã chorando com dor muito forte e sangrando muito, sabia que naquele momento tinha perdido o nosso bebê. Fiquei arrasada, meu coração parecia que estava em pedaços, foi muito difícil aceitar, mas fui em meu médico que conversou com a gente, nos falou das estatísticas, que normalmente perde-se o bebê, porque ele tem algum defeito de cromossomos e a gravidez não poderia progredir.  E que eu era jovem, saudável, não tinha tido nenhum problema para engravidar e que em três meses poderíamos tentar de novo. Fiz vários exames e todos normais.

Esperei alguns meses e resolvemos tentar de novo. E assim, passaram-se dois anos e não conseguimos. Então meu médico resolveu me passar alguns estimulantes de ovulação, e fazer tabelinha, fizemos e não houve sucesso. E assim continuamos, 2 anos depois comecei a ter uns sintomas e ai fiz o teste com medo, porque todo mês era uma frustação atrás de outra com resultados negativos. Mais nesse dia estava lá com o teste positivo em mãos, um pouco preocupada lembrando o que tinha acontecido antes, mas com esperança que dessa vez daria tudo certo. Dai no dia seguinte marcamos logo uma ultrassonografia para ver se estava tudo bem, para tirar as nossas dúvidas. Fizemos a ultra, o médico achou que ainda estava muito cedo e marcou uma nova ultra em duas semanas para ver melhor. Fiquei preocupada, mas eles disseram que isso era comum acontecer e que em duas semanas daria pra ver muito melhor. Oito dias depois tive um sangramento, típico de menstruação com um pouco de cólica, voltamos ao consultório desesperados e era o dia do aniversario de meu esposo. Fiquei em choque quando ele fez a ultra e não deu pra ver nada, e saber que uma segunda perda era iminente e ainda no dia do aniversario de meu esposo. Não precisei fazer curetagem, pois não tinha nada no útero, ele solicitou um exame beta hcg quantitativo e estava lá sem evolução para o tempo estimado de gravidez.

Foi o pior dia da minha vida. Como poderia dar esse presente terrível pra meu esposo, ele sofreu muito, ou melhor, sofremos, não queríamos ver ninguém naquele dia. Não conseguia me concentrar em nada, mal conseguia ficar de pé, me sentindo a pior mulher do mundo que não conseguia gerar. Fiquei vários dias em casa, não conseguia ir trabalhar, comer, nem dormir, porque só ficava pensando e tentando achar uma alternativa para nosso problema, pois queríamos muito ser pais, sonhávamos com o bebê correndo na sala, chamando de papai e mamãe, mais parecia esta tão longe e impossível realizar esse sonho. Orava a Deus que queria filho, e questionava porque isso estava acontecendo conosco. Dai resolvemos procurar especialistas em reprodução humana, e não falamos para ninguém, porque tínhamos receio de engravidar e perder de novo. Mas estávamos com fé e esperanças que nossa hora ia chegar!

Então fomos atrás de um especialista em reprodução humana, onde contamos todo o caso de anos atrás, foi ai que ele pediu vários testes para mim, e para meu esposo, e vários testes específicos principiantes para avaliar os nossos cromossomos, e uma analise mais especifica dos espermatozoides do meu esposo. Alguns dias se passaram e voltamos ao consultório com exames em mãos, onde a médica relatou que estava tudo normal com meus exames, porém havia tido uma alteração no exame de espermograma do meu esposo, e que precisaria de mais um exame mais especifico para fechar diagnóstico.

Ficamos apreensivo, e marcamos para a próxima semana, pois precisaria de cinco dias de abstinência, e assim fizemos, e quando pegamos o resultado e levamos na médica ela foi bem clara a dizer que o problema estava com Carlos, meu esposo, e que a resposta de ter perdido os outros bebês foi que meus óvulos como estavam saudáveis não estavam aceitando o espermatozoide dele e assim tinha um aborto espontâneo. E que o exame dele diagnosticou um problema chamado “Teratozoospermia”. Esse é o termo médico para uma condição na qual espermatozoides com morfologia anormal.

As causas são desconhecidos. E ainda vinha indicando no exame que a porcentagem de espermatozoides sem anormalidades eram de 2%, sendo assim esta condição poderia resultar em infertilidade, que pode ser superada através da utilização de técnicas de reprodução assistida. E nos indicou fazer a fertilização in vitro, mas que não era 100% certeza que iria engravidar.  E que tem casais que só conseguem depois de umas três tentativas. Ficamos apreensivos, choramos no consultório, não sabíamos como realizar um procedimento desse, nunca tinha passado em nossa cabeça. Ela nos deu alguns dias para pensarmos e se resolvesse retornar. Fomos para casa parecia que o mundo tinha desabado em nossas cabeças. Levamos o contrato para ler, conversamos, e ficamos em dúvidas se fazer ou não.

Dai, um dia fomos para igreja e pedimos a Deus uma palavra de conforto e que ele falasse em nossos corações, quando um pastor da Itália, que não conhecemos, usado por Deus revelou a mim em meio a multidão que eu ia engravidar, que Deus ia permitir ser mãe que era o que eu tanto queria, e que deus ia escolher uma célula para ser fecundada e gerar a vida, e ainda falou mais, que esse filho estava vindo para nos trazer ainda mais alegrias e que Deus já o chamava pelo nome, que ele era o anjo do Senhor que ele estava enviado a terra q era para nós cuidar, e da seu nome GABRIEL. Foi um momento de muita emoção, choros, e esperança. Dias depois resolvemos que íamos fazer o procedimento, mais queríamos falar para nosso pastor, pois tem religiões que não aceita esse tipo de procedimento. 

Assim, resolvemos, procuramos o pastor de nossa igreja para contar toda nossa trajetória e ele tão singelo, sábio e com uma fé tremenda nos abençoou e disse que poderíamos sim e que Deus estava fazendo a parte dele, nós a nossa e que os médicos iam fazer a deles com a permissão de nosso Deus. E assim confiávamos que ia dar certo, e marcamos mais uma consulta com a médica para dar inicio ao tratamento. Porém, o laboratório estava em reforma porem deveria começar a fazer uso de uma medicação (anticoncepcional) para organizar meu ciclo e dar inicio ao tratamento assim que o laboratório estivesse pronto. E assim fizemos, com isso comecei a passar mal a partir do 1 comprimido que tomei, os dias foram passando e eu só piorando pois a dose era alta, e minha pressão começou a subir, tive taquicardia, fiquei com edemas e muita cefaleia, e quando entrava em contato com a clinica nunca conseguia falar com a médica, sempre estava ocupada e que depois entraria em contato comigo, e assim passou dias e mais dias e ela não me ligava.  Foi quando eu comecei a esfriar, meu coração já não estava querendo realizar esse procedimento, tinha medo de acontecer algo comigo, pois se ela não estava me dando suportes com uma simples medicação imagina quando começasse a fazer uso das aplicações. E teve um dia que desmaiei, meu marido me encontrou no chão do quarto. Quando acordei decidi que não ia tomar mais aquele remédio, e que ia procurar outro profissional , pois queria tanto um filho.

Foi quando um dia as 22;00 horas em nosso quarto começamos a olhar na internet clinicas de reprodução, quando apareceu na primeira pesquisa a clinica Fertilitá em Aracaju- Sergipe. Olhamos um para o outro e falamos, é essa!!! Amamos a cidade de Aracaju, mas nunca imaginaria que um dia íamos voltar lá para conseguir realizar nosso sonho de ser pais. Pois somos do interior da Bahia. E sabíamos que para esse procedimento teríamos que ir muitas vezes lá. Dai, abrimos o site da clinica e quando li as historias de sucesso nossos corações se encheram de alegria e esperança, assistimos o vídeo do Dr Iuri falando sobre a clinica e sentimos ali naquele momento que seria ele o anjo enviado por Deus para cuidar de mim e com a ajuda de Deus realizar nosso sonho de ser pais.

 Enviei um e mail na mesma hora, contando nossa historia. No dia seguinte as 8:00 horas da manhã estava meu e mail respondido e com palavras de superação, esperança, e muita fé. Marcamos uma consulta pra o dia seguinte, e ai arrumamos todos os exames e saímos de casa as  2.00 hs da manhã no dia 18 de julho de 2017 pois tínhamos que está na clinica as 7:00 horas. Entregamos a Deus nossa viagem e nossos planos e lá fomos nós cheios de esperança. Quando conhecemos o Dr Iuri foi a mesma coisa do vídeo, sorridente, alegre, simpático, um ser de Luz, ele nos transmitiu tanta confiança, alegria, profissionalismo e  principalmente fé. Ele usou as mesmas palavras do pastor, que nos estávamos fazendo nossa parte, ele junto com sua equipe também, e que deus já estava fazendo a parte dele e que se fosse da vontade de Deus íamos sim conseguir.

Saímos do consultório direto para marcar nosso procedimento, pois como havia feito todos os exames que ia fazer na Bahia não precisava refazer, pois foram exames específicos para o procedimento, ele só nos solicitou uns que faltou, mas que era rápido para ficar prontos. E quando saímos do consultório ele bateu no ombro de Carlos meu esposo e disse “você vai ser pai cara”. E aquela reação dele nos motivou e nos deu ainda mais esperanças. E a partir desse dia começaria a nossa jornada em busca de nosso filho. Agora era hora de aguardar a menstruação chegar para voltar a Aracaju no doa seguinte para começar fazer as aplicações. E nunca desejava em toda minha vida menstruar como nesses dias. Foi uma espera ansiosa, mas com fé em Deus que ia dar certo. E no dia 09 de Agosto, uma quinta feira a noite ela chegou, pulei tanto de felicidade, pois em meu coração tinha uma esperança que minha hora chegou, que os sonhos de Deus estava para se cumprir em minha vida, e que meu corpo estava se preparando para gerar! E saímos de casa dia 10 às 01:30 hs da madrugada, pois tinha que está em Aracaju mais cedo do que a outra vez. Foi um dia de muita expectativa e fé, todo momento Deus estava agindo. Fiz os exames ginecológicos e tomei a primeira medicação. Onde trouxe outras para casa para aplicar nos outros dias, recebi um livrinho onde explicava todo o procedimento ao qual ia passar nos próximos dias, e tinha uma frase na capa que me marcou muito. “ A jornada pela vida não pode parar” e ali tive a certeza que Deus estava comigo, e que meu sonho estava preste a se tornar real.

Voltamos para a Bahia já com data para retornar a Sergipe, não foi fácil, tínhamos que deixar trabalho, sair as madrugadas e retornar no mesmo dia, por conta do trabalho, mas Deus esteve conosco o tempo todo nos sustentando e amigos e familiares que sabiam com toda palavra de animo, fé e apoio, foi o que nos motivou ainda mais. Foram dias difíceis, e como foi, mais sabíamos que os dias de vitorias viriam com nosso ou nossos filhos nos braços. E no dia 17 de agosto tínhamos que retornar para fazer as ultimas  usg, e tínhamos que ficar porque seriam 3 dias seguidos, e as aplicações que seriam lá e pegar mais medicações. E tudo ocorrendo bem iria já fazer a retirada dos óvulos para fecundar.  Lembrando que, todas as medicações foram todas injetáveis no ventre. Dolorido, sentir algumas cólicas, cefaleias, enjoos, mais nada que superasse a vontade de ser mãe. Tudo isso seria passageiro e em breve estaria com meu maior presente em meu ventre.

E no dia 23 de Agosto realizei a retirada dos óvulos e logo em seguida assim que terminou o procedimento Dr Iuri veio ate a mim e me disse que poderia implantar com três dias. Foi um momento de muita alegria, pois temia ter que esperar mais. E no dia 25 de agosto uma sexta-feira pela manhã estávamos na clinica com toda fé e esperança que iria sair dali com meu filho em meu ventre. E no centro Dr Iuri me falou que tive 7 óvulos bons, maduros, porem só 5 foi fecundado, e 1 não evoluiu. E restaram 4, mais, só apenas 2 estavam preparados para implantar naquele dia. Eu chorei, fiquei apreensiva, e tive medo de não dar certo e os 2 q restaram não evoluir também para uma segunda tentativa. Mais Dr Iuri e sua esposa Dra Andrea, sempre com pensamentos positivos e com palavras de fé disse q era pra crer em Deus que ia dar certo. E assim foi implantado 2 embriões. Agora era aguardar e com 10 dias fazer o tão sonhado B Hcg. E dia 05 de Setembro de 2017 fomos para Aracaju fazer o exame, pois não queríamos fazer aqui e dar negativo. E fomos até lá só pra fazer e com fé ouvir um positivo. E para honra e gloria de Deus estava lá meu POSITIVO tão sonhado. Gente quanta alegria, quanta gratidão a Deus, e a Dr Iuri e toda equipe, um misto de muita felicidade e nervoso tomou conta de mim.

E voltamos para casa com o coração em paz e com uma nova vida gerando dentro de mim, e na divisa entre Sergipe e Bahia, por volta das 18 horas, Deus nos livrou de um acidente fatal, uma carreta veio em direção ao nosso carro e tentou tirar de vez e o fundo dela ficou atravessado no meio da pista, íamos bater, e ate hoje falamos que passamos pelo fogo e não nos queimamos, pois foi a mão de Deus que nos protegeu, e o nosso carro saiu pelo acostamento trepidando.

Naquele momento eu só clamava por Deus e segurava meu ventre e chorava muito. Deus nos deu vida! E toda a minha gravidez não foi fácil, houve muita tribulação, muitas dores, fiquei internada e de repouso muito tempo. Mais Deus estava sempre ali cuidando de mim e do Anjo que ele nos Deu. A primeira USG, não posso esquecer, momento único de nossas vidas. Ver seu corpinho em formação, e poder o melhor som de toda a minha vida que foi o coração dele. E hoje podemos dizer somos felizes, pois temos o nosso bem mais precioso, nosso filho, nosso anjo enviado do senhor, nosso GABRIEL.

E Gabriel foi apressado, nasceu no dia 19 de Abril de 2018, as 20;10 min, de 36 semanas, pesando 3.240 kg, medindo 39 cm. Foi parto cesariana, pois tive as contrações, mas ele estava alto. E não tinha possibilidade de ser normal. Nasceu grandão, lindo, e veio logo para os meus braços, não precisou de nenhum tratamento intensivo. E Não existe AMOR maior que de uma mãe e de um pai para um filho. Todos os dias vivemos um reencontro e quantas descobertas de lá pra cá, um turbilhão de sentimentos, sempre achamos que ensinaríamos, mais na verdade quem aprende todos os dias com ele somos nós. Estamos vivendo os melhores momentos de nossas vidas, por mais que venha as dificuldades, mas o sorriso dele é nossa esperança de que tudo vai ficar bem. Estamos vivendo as melhores sensações e o maior amor do mundo. Gabriel é nossa alegria, e nos mostra todos os dias o quanto somos especiais.

E hoje estamos aqui contando nossa historia para você que sonha em ser pai, em ser mãe, Seja Forte e não desiste dos seus sonhos, mesmo com tantas dificuldades no caminho. Pois Deus é fiel e os sonhos dele são maiores e melhores que os nossos, e no dia determinado por ele vocês terão seu(a)s ou filho(a)s nos braços, somente espera no Senhor e confia.

Agradecemos primeiramente a Deus, por nos dar a vida, e nos permitir gerar vida, agradecemos a Dr Iuri por ser um anjo usado pelo senhor, essa pessoa tão gentil, profissional nota 10, pessoa de bom coração, e a toda sua equipe por tanto carinho, cuidado, desde a portaria ao centro. Que o senhor nosso Deus, continue abençoando cada dia mais a vida de vocês!        

ATT: Fernanda e Carlos

 

Vim de muito, muito longe para realizar meu sonho na Fertilità

Moro nos Estados Unidos da América, na Flórida em Orlando. Somos casados há 13 anos e tentávamos engravidar há 8 anos e meio. Fizemos vários exames, passamos por vários médicos, várias inseminações e uma IVF (FIV e nos USA), e sempre tendo a mesma decepção de não engravidar. Todos os médicos sempre nos deram um diagnóstico de Infertilidade sem explicação. Eu odiava ouvir isso, por ser uma pessoa muito realista. Depois da ultima IVF fiquei arrasada emocionalmente, e me dei um prazo ate dezembro de 2011 para engravidar, caso não engravidasse teria que tomar a decisão de continuar com a minha vida, por que já não suportava mais tabelas, horários, datas, estava vivendo exclusivamente em função de engravidar. Chegou dezembro de 2011 e não engravidei. Então, eu e meu esposo tivemos uma conversa séria, falei que não queria mais tocar no assunto. Fomos viajar, curtir a vida.

Durou pouco tempo isso, em abril/2012, comecei a procurar médicos no Brasil, (moramos nos USA) e mesmo que quiséssemos não tínhamos mais condições financeiras para tentar mais nenhum tratamento nos USA, onde os tratamentos são muito caros. Comecei contato com dois médicos, um em São Paulo e outro em Aracaju, que era Dr. Iuri Telles. Passei por email dezenas de exames para que ele pudesse me passar a opinião médica dele, mais confesso que não esperava o retorno dele tão rápido e atencioso. Comecei a sentir uma esperança novamente e uma certeza no meu coração, pois o Dr. Iuri, sempre me respondia a todos os meus emails (que não foram poucos) em menos de 24hrs. Conversei então com meu esposo e contei sobre o Dr Iuri, ele ficou meio indeciso, acredito por não querer sofrer e nem me ver tendo mais uma decepção. Mais alguma coisa me dizia, vá em frente. O médico de São Paulo também respondia aos meus e-mails, mais tinha alguma coisa me mandando escolher o Dr. Iuri, sou de Aracaju e teria também o apoio da minha família. Então, peguei licença do meu trabalho e no dia 29 de setembro estava na Fertilità, conversei com Dr. Iuri, e falei que tinha decidido pela Fertilità pela atenção humana do Dr. Iuri e de todas as atendentes de lá.

Começamos meu tratamento, cada dia que passava sentia mais confiança que daria certo, mesmo sendo lembrada da minha idade (39 anos). A cada ultrassonografia via a quantidade de folículos crescendo e isso me dava certeza que iria engravidar. Chegou o dia da punção e como esperava muitos e bons folículos. No dia da transferência Dr. Iuri e Dra. Andrea foram maravilhosos, fiquei de repouso absoluto por 5 dias e peguei meu avião de volta para casa. A espera para o teste de gravidez foi horrível, testei com 12 dias apos a transferência e deu positivo, mesmo assim não quis festejar. Já estava cansada depois de anos de decepções. Testava todos os dias, ate que 14 dias apos a transferência fiz o Beta HCG e positivo novamente, sei que fiz mais 4 Beta HCG para que depois disso ainda passei um e-mail para Dr. Iuri, dizendo que não tinha comemorado porque estava com medo de me decepcionar. Ele respondeu pode comemorar VOCE ESTÁ GRÁVIDA.

Hoje estou com 31 semanas de gravidez, estamos esperando um menino que eu já amo mais do que tudo na vida, amo esta gravidez, ter a sensação deste amor incondicional. No meu Chá de bebe, senti a sensação que estava sonhando, pois foi uma longa jornada até chegarmos aqui. E pode ter certeza não vejo a hora de retornar a Fertilità para transferir mais embriões (que já estão congelados) para dar um irmãozinho ou irmãzinha ao meu filhote que já esta quase perto de nascer. Só temos a agradecer a Deus, Dr. Iuri e toda equipe da Fertilità.

Até ano que vem.

História de benção chamada Maria

Quando completei quatro anos de casada decidi engravidar, conversei com meu marido e parei o anticoncepcional, procurei um ginecologista/obstetra e ele passou uns exames e uns medicamentos, fiz os exames e tomei os remédios e nada de engravidar. Voltei ao médico para levar os resultados dos exames e foi detectado que eu tinha endometriose, o ginecologista recomendou uma vídeo-laparoscopia e eu topei, fiz a cirurgia. Um mês depois o médico passou um medicamento injetável (que aplica no umbigo) eu tomei e nada de engravidar. Voltamos ao consultório com os resultados onde ele no mostrou que a endometriose seria um problema para eu engravidar e explicou as minhas chances e ele decidiu fazer outra vídeo-laparoscopia para visualizar a situação da endometriose e eu aceitei. Fiz dois vídeos em menos de seis meses, fiz com tanta vontade de engravidar que nem pensei direito. Certo dia passei em frente de um consultório onde a porta dizia: clínica de fertilização, Decidie entrar e marquei uma consulta com Dr. Iuri, no dia da consulta lá estávamos eu e um marido, fomos recepcionados por um médico super atencioso onde conversou bastante com agente, passou uns exames para nós dois. Certeza e confiança que naquele momento eu decidi aflorar toda a minha Fé em DEUS e pedi e a Maria Nossa Senhora que intercedesse por mim e confiança naquele médico que me deu esperança. Um mês depois voltei ao médico e decidimos começar o tratamento para realizar a inseminação, fiz tudo direitinho eu mesma aplicava a medicação injetável e a cada aplicação eu pedia a Deus que desce tudo certo. Chegou o grande dia e que dia: era nervosismo, emoção, esperança, um sentimento todo misturado, mas quando o médico acabou todo o procedimento eu e meu marido ficamos tão emocionados que tínhamos certeza que a partir daquele momento a mão de Deus estava me abençoando com uma grande benção, estávamos tão emocionados que choramos juntos, saímos da clínica com tanta fé que naquele momento estávamos saindo com o nosso filho. Uns dias depois fiz o teste de gravidez, esse dia foi um dos mais longos, no dia que ia sair o resultado passei a manhã toda ligando e nada, quando chegou a tarde o celular tocou era Dr. Iuri quando atendi e ele me deu os parabéns e disse que eu estava grávida. Eu comecei a gritar, chorar e agradecer, ele pediu para me acalmar e ouvir as orientações. Foi um dia inesquecível, pois Deus estava me abençoando com um filho tão desejado. Foi um período maravilhoso, mágico e hoje a minha benção se chama Maria e tem 1 ano e 5 meses e é linda. Agradecimentos. A DEUS e a Nossa Senhora que não me deixou desistir e ter sempre fé, ao meu marido que sempre esteve ao meu lado ao Dr. Yure com a sabedoria e delicadeza de tratar os nossos os problemas com clareza e estimulando sempre que a fé e muito importante, as atendentes Ednilde e Fernanda que são dois amores, a médica Dra. Swanie que foi o meu anjo de guarda, salvou a minha vida com muita garra, pois foi um parto complicado e ela também estava na final da sua gravidez. Obrigada a todos e que Deus abençoe.

A luz que faltava na minha vida

Começa aqui a nossa história, a nossa busca incansável para termos um filho. Meu nome é Silvana tenho 42 anos, meu esposo chamase José, ele tem 44 anos, casamos no dia 14/09/1989. Comecei a tomar anticoncepcional e nos primeiros três meses de casada meu marido começou a insistir para que eu parasse de tomar, porque ele queria muito ser pai. Atendi o seu pedido. Foi ai que nosso drama começou...a cada mês que passava vinha a decepção, meu marido não entendia a demora, achava que eu usava pílula escondido...tivemos algumas brigas. Após três anos resolvi procurar um médico. Fiz vários exames e apenas foi constatado que tinha algum problema hormonal, mas nada que me impediria de engravidar, ele ficou triste por ter sido injusto comigo, e também resolveu ir ao médico. Procuramos um urologista que solicitou novos exames de hormônios, os quais apresentaram alguma falha e fomos encaminhado para um endocrinologista. Gastamos muito dinheiro, pois tudo era particular, achávamos que com esse tratamento eu iria engravidar, mas tudo foi em vão, ficamos durante 2 anos e nada adiantou.

Ficamos muito tristes e resolvemos esquecer tudo, decidimos tocar a nossa vida pra frente. Passaram-se dez anos e em um domingo do ano de 2006, recebemos uma visita de dois casais de Aracaju que ouviram nossa história e resolveram nos ajudar. Naquele mesmo ano descobri que tinha mioma no útero e para mim o mundo desabou quando ouvi da médica que poderia ter que retirar o útero. Chorei vários dias, pois pensava que o sonho de ser mãe acabava ali. Foi então que resolvi procurar outro médico Dr°João Marcos, que naquela ocasião me garantiu que não seria preciso retirar o útero. Fiz a cirurgia e tudo ficou bem, os casais que estiveram em nossa casa conseguiram marcar a consulta para meu esposo, na qual foram solicitados novos exames. Foi diagnosticado que ele tinha varicocele e em seguida marcou a cirurgia. Dois meses depois ele foi operado, tudo ocorreu bem no dia da cirurgia. Ele estava muito feliz pois acreditava que depois da cirurgia eu iria engravidar. Mas nem tudo é como agente quer. Passaram-se meses e retornamos ao médico que solicitou novo espermograma. Para nossa surpresa estava pior do que pensávamos, ele continuou com as consultas mais com o passar do tempo desistimos de ir ao médico. Ele começou a falar em adotar uma criança, mas eu não concordava, pois queria ter meu próprio filho. Isso foi motivo de muitas discussões e depois tendo algumas conversas com ele resolvi ouvir seu pedido. Um dia ao consultar o ginecologista falei de nossa decisão em adotar, e o doutor nos falou porque não procuraríamos uma clinica de fertilização, e me indicou uma clínica, mas infelizmente meu esposo não aceitou. Ao comentar com uma amiga ela me aconselhou a procurar Dr. IÚRI, pois ela e seu esposo tinha conseguido ter um filho mas, mesmo assim meu esposo não aceitou e continuava com sua idéia de adotar. Uma enfermeira próxima da minha família nos indicou que tinha um casal de gêmeos para nascer que a mãe iria dar, minha família falava que era loucura porque duas crianças dariam muito trabalho mais adoção não deu certo porque as crianças tinham outro destino. Após algum tempo recebi em casa uma lista telefônica e ao folhear me deparei com o endereço da Fertilità. Falei com meu esposo, que isso poderia ser um sinal para nós tentarmos ter o nosso próprio filho. Tive que insistir muito e depois de um mês ele aceitou que eu marcasse a consulta. Chegou o dia e lá estávamos ansiosos e inseguros pois ao chegar na sala de espera, nos deparamos com casais muito mais jovens... ficamos a imaginando o que estávamos fazendo aqui mas, tivemos fé em Deus e seguimos a diante.


Quando chegou a nossa vez, entramos no consultório muito nervosos, mas Dr. Iúri nos atendeu com um sorriso no rosto que nos deixou muito confiante. Foi quando ele nos falou que nosso caso era complicado mas, que para Deus nada é impossível e que nós deveríamos tentar. Demos
mais um passo em busca de nossa felicidade completa, uma nova esperança!!! Ao iniciar o tratamento, tomei muitas medicações e após as primeiras ultrassonografias ouvi do doutor que meus óvulos eram muito poucos, fiquei apreensiva pois tinha ouvido as outras mulheres falarem
que tinham muitos óvulos e fiquei muito insegura. No final do mês de setembro fiz minha primeira tentativa e no dia 04 de outubro recebi o resultado, veio a decepção, pois o resultado foi negativo. O mundo desabou sobre nossas cabeças choramos muito naquele dia, não
queríamos falar com ninguém e sendo assim fomos pra casa arrasados.


Resolvemos tentar novamente. Dr°Iúri nos acolheu muito bem e nos falou: "Porque vocês não tentam novamente?" Ele se propôs a nos ajudar e começou tudo de novo. Medicações, ultrassonografias e nova fertilização. Meu esposo no dia já nem quis me acompanhar e lá fui eu e minha esperança. Fiquei de repouso absoluto e no dia 05 de novembro de 2011 fiz o teste de gravidez e ao contrário da primeira vez e com receio da notícia ser negativa resolvemos não esperar pois não estávamos preparados pra mais uma decepção. Fomos embora. A ansiedade era imensa e pra completar nosso carro quebrou. Ao ouvir o celular tocar ouvimos a voz de Dr°Iúri, ele nos perguntou se nosso carro havia quebrado, eu respondi que sim ai ele brincou e falou: "esta é a única notícia ruim do dia...", eu não entendi muito bem e ele repetiu: "esta é a única notícia ruim do dia, você está grávida!!!" Dr. Iúri nos parabenizou por mais uma vitória em nossas vidas. A felicidade foi tamanha pois dentro do meu ventre estava o presente mais lindo de Deus. A alegria era imensa e ao completar 6 semanas fiz a primeira ultra-som e vimos que seria um só bebe, havia a possibilidade de ser gêmeos. Ficamos muito emocionados ao ouvir pela primeira vez o seu coraçãozinho bater. Os meses se passaram, a alegria era contagiante e no quinto mês descobrimos que era um menino. Esperávamos ansiosos por sua chegada e para nossa surpresa ele se adiantou pois era pra nascer dia 11 de julho de 2011 e nasceu dia 23 de junho de 2011 ás 6:05 da manhã. Quando vi seu rostinho pela primeira vez, custei a acreditar que era meu, tudo parecia um sonho do qual queria acordar,estava ali diante dos nossos olhos João Manuel o filho que esperamos a quase 22 anos. Meu esposo não arredava-se o pé do berçário e não tirava os olhos daquele menino lindo de cabelos pretos e olhos escuros.


A emoção era grande ao segurá-lo em meus braços e amamentar pela primeira vez. Não existem palavras no mundo que possa descrever aquele momento...Os dias foram passando, hoje ele esta com 3 meses e é um menino maravilhoso, sua alegria contagia a todos é uma benção em nosso lar. Hoje posso dizer que minha vida está completa.

Agradecimentos:
Agradeço primeiramente a Deus que sem seu consentimento João Manuel não estaria aqui e em segundo a sabedoria do homem na pessoa de Dr. IÚRI e de todos da sua equipe, Dra. ANDRÉA e todos os outros, eles são pais e sabe tudo que estou sentindo agora. Agradeço a todos os familiares que nos apoiaram desde o início.
Essa é minha história e se você que esta lendo neste momento acreditar no seu sonho, busque pois, os sonhos podem se tornar realidade...

 

Um óvulo, um embrião e um filho muito amado

"Começou em 2004, quando eu e meu marido decidimos ter um filho. Fui ao ginecologista  fiz exames  e a médica me falou que era só esperar alguns meses. Esses meses viraram um ano e nada de ficar grávida. Fiz vários exames e sempre normal, passaram-se cinco anos e sempre fazendo exames de todos os tipos. Em 2008 eu fiz um exame de ultrassom com a Dra. Andrea Bueno, contei a minha história de não engravidar e ela me falou do Dr. Iuri, falei para o meu marido  e ele concordou em ir ao consultório.

Dr. Iuri ouviu a minha história e pediu alguns exames meu e do meu marido, foi quando fiz uma micro-cirurgia, levei os exames, e Dr. Iuri me falou que eu tinha um foco de endometriose, mas que não poderia ser  a causa, também  tinha o fato de que eu já tinha 37 anos, fato esse que poderia contribuir para não engravidar. Falou-me que eu poderia fazer o tratamento e explicou como seria o procedimento. Fizemos duas (2) inseminações, mas não tive sucesso.

Dr. Iuri me explicou que eu poderia fazer uma Fertilização, foi quando eu e meu marido tivemos uma conversa e decidimos fazer. Tomei todas as medicações, que não foram poucas, no dia da captação só conseguiu  dois (2) óvulos  onde apenas um (1) estava dentro do padrão (maduro).

Dr. Iuri me deu muita força e falou que era possível engravidar só com um (1) óvulo. Ele me falou sobre a doação de óvulos, mas já que eu tinha uma chance com o meu óvulo, arisquei. Tive que esperar alguns dias para fazer o exame de gravidez. Na hora que Dr. Iuri me falou que eu consegui,  fiquei muito feliz, porque era só com  um óvulo. Pensei em Deus, pois quando comecei o tratamento, sempre que ia a clinica Fertilità para tomar a medicação, na volta passava na igreja de São José  e pedia para ele interceder por mim.

Bom... foi assim que eu consegui. Com um único embrião nasceu o meu filho GUILHERME, com 38 semanas,  pesando 3.270 e 47 cm, COM MUITO AMOR E CARINHO!

Agradeço primeiramente a Deus, segundo a Dr. Iuri e a sua equipe que me trataram com muito carinho, só tenho a agradecer pela nossa felicidade. Sabe, não tenho noção de tanta alegria. Não me esqueço do carinho da Dra. Andréia comigo na hora da colocação do embrião. Ela segurou na minha mão me dando muita força, agradeço muito a ela também.

Agradeço a Deus por ter colocado estes anjos na minha vida e do meu marido.

MUITO OBRIGADO!"

---

Na transcrição do depoimento, procuramos manter ao máximo a espontaneidade e as características da fala da paciente. Por isso, que nos perdoe os puristas pelas presenças de algumas variantes lingüísticas não padronizadas. O objetivo é preservar a individualidade de cada depoimento.